segunda-feira, 29 de junho de 2009

Descansar um pouquinho...

Depois eu volto pra uns dedim de prosa...


domingo, 28 de junho de 2009

Certo...nada...esquece...

Adoro escrever sobre comportamento feminino. Mas, não fico buscando explicações para o inexplicável, como entender os nossos "pitis", por exemplo...hahaha. Porém, tem coisas que me vejo nas palavras de outras pessoas. O texto abaixo, extraído de um e-mail que enviaram pra mim (que circula na net há centenas de anos), do qual não sei o autor, retrata um pouco das "meias verdades" nas palavras proferidas por nós mulheres. Duvido que alguma mulher não se identifica com tudo ou com alguma coisa do que está escrito. Como também, que os homens duvidam que isto seja verdadeiro. Parabéns a quem originariamente soube interpretar nossos códigos linguísticos.


1 - "Certo" ou "hãhã": Estas são as palavras que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa se calar.
2 - "Nada": Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em "Nada" normalmente terminam em "Certo". 3 - "Você que sabe": É um desafio, não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer...e não diga que também não sabe!
4 - Suspiro ALTO: Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre "Nada".
5 - "Tudo bem": Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher. "Tudo bem" significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar por sua mancada.
6 - "Obrigada": Uma mulher está agradecendo, não questione, nem desmaie. Apenas diga "por nada". (Uma colocação pessoal: é verdade, a menos que ela diga "MUITO obrigada" - isso é PURO SARCASMO e ela não está agradecendo por coisa nenhuma. Nesse caso, NÂO diga "por nada". Isso apenas provocará o "Esquece").
7 - "Esquece": É uma mulher dizendo "FODA-SE !!"
8 - "Deixa pra lá, EU resolvo": Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes para um homem fazer algo, mas agora está fazendo ela mesma. Isso resultará no homem perguntando "o que aconteceu?". Para a resposta da mulher, consulte o item 2.
9- "Precisamos conversar !": Ferrou !!, você está a 30 segundos de levar um pé na bunda.
10 - "Sabe, eu estive pensando..." : Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse...

sábado, 27 de junho de 2009

O que deu errado, Michael?


O foco está na morte do astro pop. Que astro perdemos!
Quem nunca dançou agarradinho ao som da música "Ben", cantada por Michael Jackson ?...nossaaaaa! eu e o mundo todo!!!
O homem de 50 anos, com corpo e cabeça de vinte. Seria o Peter Pan?...aliás, depois de adulto foi morar num rancho o qual denominou de nerverland (terra do nunca)...quanto mistério na vida deste homem, que com certeza o que queria era ser feliz, assim como todo mundo.
Recordo-me que tornei-me fã de Michael Jackson, quando ele prendeu minha atenção e minha respiração durante 14 minutos, no lançamento do clip Thriller. Eu perguntava-me: O que é isto, meu Deus?... Eu via um jovem de corpo esguio, com feições negras bonitas, sorriso nos lábios, gestos sensuais e uma incomparável maneira de dançar. Não acreditava no que via diante tanta genialidade artística . Sua expressão corporal, aliada a sua maneira eloquente e sensual de cantar, me deixava estupefata. Poucas pessoas eu vi em toda minha vida com desenvoltura corporal como a de MJ.

Não se levava muito tempo para admirá-lo como um grande artista. A sua negritude combinava com a sua expressividade corporal, fortalecendo as raízes de uma raça tão bonita. Aliás, a sua genialidade foi revelada ainda criança, cantando e dançando no grupo com os irmãos, sendo ele a grande estrela do grupo, como todos nós sabemos. Que sorriso!…ah, que sorriso!...será que ele tinha ideia do quanto ele era interessante com aquele sorriso?...no entanto, o seu belo sorriso, assim como o seu olhar envolvente, assim como seu jeito moleque alegre foi desaparecendo à medida que sua pele foi clareando, seus lábios afinando, seu nariz afilando e seus cabelos alisando. Mas, apesar de bizarro, era um direito que lhe assistia de ser, da forma como queria.
Vai lá, Michael Jackson!...você foi uma jóia que Deus nos deus e que agora, estamos devolvendo.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Finitude


O tema velhice geralmente é discutido com temor e tremor. É falar da finitude, da mortalidade. Apesar de lutarmos pela vida o tempo todo, não nos damos conta que nos preservamos para chegarmos na nossa finitude. Não nos damos conta da nossa mortalidade.

Para muitas pessoas passar dos 70 anos de idade significa aproximar-se da morte, o que é verdade, se considerarmos ser esta a etapa derradeira da vida, embora isto pode ocorrer já no primeiro momento da vida. Esta premissa possui uma dimensão biológica, pois independente da nossa vontade as condições vitais se esgotam, nos debilitamos, perdemos o controle dos sentidos e nos despedimos lentamente de todas as coisas. De fato, ficamos mais esquecidos, quem sabe, impacientes e sensíveis a gestos de bondade que nos levam facilmente às lágrimas. Para as pessoas agarradas às conquistas, perder o vigor da juventude, a participação ativa no trabalho, o poder da imagem diante do grupo é muito difícil aceitar as crises de passagens para a velhice. Segundo o teólogo Leonardo Boff, nós nascemos inteiros, mas nunca estamos prontos. Ele ainda acrescenta que temos que completar nosso nascimento ao construir a existência, ao abrir caminhos, ao superar dificuldades e ao moldar o nosso destino. Estamos sempre em gênese. Começamos a nascer, vamos nascendo em prestações ao longo da vida até acabar de nascer. Então entramos no silêncio. E morremos.

Boff ainda coloca que a velhice é a última chance que a vida nos oferece para acabar de crescer, maturar e finalmente terminar de nascer. Neste contexto, é iluminadora a palavra de São Paulo: "na medida em que definha o homem exterior, nesta mesma medida rejuvenesce o homem interior” (2Cor 4,16). A velhice é uma exigência do homem interior. O sentido da vida vai ocupando o lugar do significado da vida. É quando nos damos conta de que precisaríamos muitos anos de velhice para encontrar a palavra essencial que nos defina. Afinal, quem sou eu? Que sonhos me movem? Que anjos me habitam? Que demônios me atormentam?
Na medida em que tentamos, responder a estas indagações vem a lume o homem interior. A resposta nunca é conclusiva; perde-se para dentro do Inefável. Este é o desafio para a etapa da velhice. Ela vem do espírito com o qual vivenciamos como a etapa final do crescimento e de nosso verdadeiro Natal. Para Leonardo Boff, importa preparar o grande Encontro, pois a vida não é estruturada para terminar na morte, mas para se transfigurar através da morte. Morremos para viver mais e melhor, para mergulhar na eternidade e encontrar a Última Realidade, feita de amor e de misericórdia. Ai saberemos finalmente quem somos e qual é o nosso verdadeiro nome.

Mulheres que gostam de jóias

O que fascina uma mulher? ...o que uma jóia representa para uma mulher?...o que é uma jóia?... Estas e outras reflexões sobre a relação entre o arquétipo feminino e as jóias no blog http://www.rougebatom.blogspot.com/




terça-feira, 23 de junho de 2009

Olha pro céu meu amor.....


Um dia tão lindo...manhã preguiçosa com chuvinha acalentando meus ouvidos...depois, o sol vindo sorrateiramente....véspera de São João..mas... - e a crise mundial?...- e a Coréia do Sul?- e o vôo da Air France?- e a tragédia no Piauí...e as enchentes por este mundo afora? - e essa sensação de culpa por estar explodindo de felicidade? ... bem, infelizmente tragédias sempre aconteceram e irão acontecer em nosso mundo e o máximo que podemos fazer é prevenir para que determinados acontecimetos não ocorram mais. Em alguns casos nos resta, lamentar, rezar, compreender e aceitar (ou não). Mas, enquanto estamos entre o céu e a terra vamos tratar de brindar a vida. Viva São João!!!

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Eu estou me sentindo assim...cansada ... acho que de tanto dançar forró, quadrilha...quando tiver mais relaxada dou uns dedinhos de prosa para o blog.

sábado, 13 de junho de 2009

Dia de Santo Antônio

Gente, sem noção a festa de Santo Antônio na chácara da minha irmã, neste final de semana. Bem organizada pela Flavinha, minha sobrinha, à qual está se destacando na cidade como uma excelente organizadora de cerimoniais.

Foi muuuuuito bom!...sanfoneiro de pé de serra, muita comida boa, muita animação, muita gente legal. Eu dancei muito, comi muito, me diverti muito e olha que agora foi que começou o período mesmo das festa juninas.


Minhas queridas Flavinha, Louise e Fabiana

Só animação

Para esta turma, crise só de garganta e "aperto" só de mão....
.

Uma paarte da família animada
















Louise e Vitorinha...nossa mascotinha

Será que ele me ama?

quinta-feira, 11 de junho de 2009

DIA DOS APAIXONADOS

Em outros países o dia dos namorados comemora-se no dia 14 de fevereiro.
No Brasil, no dia 12 de junho.

Independente da data, para mim, o dia dos namorados não é um coroamento a relação do namoro em si, mas o coroamento ao sentimento da paixão, que atrai as pessoas e que desdobra-se num sentimento mais forte que chamamos de amor.

Em especial quero parabenizar a todos os namorados que se conquistam a cada dia, a cada hora, a cada minuto e a cada segundo. Obrigada por manterem a chama do amor no mundo, tornando-o mais bonito e mais acolhedor. E agradeço também por ser uma eterna apaixonada pela vida, pelo que faço e pelo meu amor que sempre está cuidando de mim. Tim-tim para o amor.
Ver mais sobre o tema http://www.rougebatom.blogspot.com/

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Natureza feminina....

No livro "Homem cobra mulher polvo", Içami Tiba, traz um verso onde ele diz:" Cada um é um..cada outro é outro...sofrer é um querer ser o outro..impossível é que o outro seja um...compreendendo-se as diferenças entre um e outro...forma-se a identidade um-outro".

Qual o sentido das competições travada entre os sexos? Porque reduzir-se a esta perspectiva?

Fôfo!!!!

A minha disposição para sair da cama neste feriadão é do tamanho da disposição deste urso fofinho....zzzzzzzzzzZZZZZZZZZZZZ

domingo, 7 de junho de 2009

Longe de casa

Que quantidade de bagagens uma mulher deve levar para passar apenas três dias fora de casa?

No blogue www.rougebatom.blogspot.com, apresento um case pitoresco feminino sobre a dificuldade de lidar com os desapegos na hora de arrumar uma mala de viagem.

Existir


Kierkegaard e Nietzche, dois grandes existencialistas, fizeram algumas reflexões no Século XIX, acerca do afastamento do homem com uma relação mais significativa com o mundo.
Kierkegaard dizia que falar do homem contemporâneo era falar de um ser alienado, anônimo, vivendo num universo sem significados, de um homem que está em desespero.
Estamos em pleno século XXI e ainda urge a necessidade de compreendermos em que ponto de nossa existência nos encontramos e que feixe de significados construimos em torno de nós e do mundo .Aliás, esta necessidade é pertinente para todas as épocas.
Em meados do século VI, Confúcio já chamava a atenção para o vazio existencial da época, que por sinal, nada difere de hoje, quando externou o seguinte pensamento: O que me surpreende na Humanidade são os homens que perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. Por pensarem ansiosamente no futuro, perdem o presente, de tal forma que acabam nem vivendo o presente, nem o futuro. Vivem como se nunca fossem morrer. Morrem como se nunca tivessem vivido.

Faz-se necessário reconstruir os sentidos da existência , através de uma resignificação. Pois, toda consciência é abertura para o mundo. Resignificar a vida pressupõe o lançar uma luz sobre as áreas escuras, às quais torna-se difícil vê-las se não a iluminarmos. Vida ou fluxograma? …o que estamos vivendo na verdade? Quando nascemos já nos expomos a intencionalidade de um "fluxograma": Temos que estudar, trabalhar, casar, ter filhos, morar numa boa casa, termos um bom carro, sermos bem sucedidos, etc, etc. Essa busca de segurança é ontológica, própria da existência. Porém, o que acontece quando falhamos, quando não atingimos o esperado e o planejado? Não adianta a segurança de afirmarmos que atingimos tudo o que planejamos na vida. É importante que saibamos qual é o sentido disto tudo para nós. “Quando lançamos luz sobre algo, iluminamos a escuridão” . É preciso termos a compreensão do nosso modo de ser no mundo, para termos uma afinação afetiva com o mundo que vivemos.
Heidegger, em seu livro Ser e tempo, aborda a abertura para o mundo como uma possibilidade do desvelar das coisas. Segundo o autor, existir é fazer a cada momento o que somos.

Então....grande Herbert Viana!!!

O texto abaixo vem circulando pelo "mundo afora" há muito tempo, através da net. Mas, há de convir que a essência da visão de mundo, do Herbert Viana, é algo de grande contribuição na formação de valores dessa galera que necessita de resignificação na vida.
Amooooo o Herbet de paixão, pela sua poesia, pela sua força e autenticidade.

"Cirurgia de Lipoaspiração?
Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei, nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração?
Uma coisa é saúde outra é obsessão. O mundo pirou, enlouqueceu. Hoje, Deus é a auto imagem. Religião é dieta. Fé, só na estética. Ritual é malhação.
Amor é cafona, sinceridade é careta, pudor é ridículo, sentimento é bobagem.
Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção. Roubar pode, envelhecer, não. Estria é caso de polícia. Celulite é falta de educação. Filha da puta bem sucedido é exemplo de sucesso.
A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem?
A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz, não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem. Imagem, estética, medidas, beleza. Nada mais importa. Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa.
Não importa o outro, o coletivo. Jovens não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada.
Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar, correr, viver muito, ter uma aparencia legal, mas...
Uma sociedade de adolescentes anorexicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, turbinados, aos vinte anos, não é natural. Não é, não pode ser. Que as pessoas discutam o assunto. Que alguém acorde. Que o mundo mude.
Que eu me acalme. Que o amor sobreviva.
"Cuide bem do seu amor, seja ele quem for" .

Herbet Vianna
Cantor e compositor

sábado, 6 de junho de 2009

Adeus, tio…

Pode ir tranquilo com a sensação de dever cumprido, embora ainda havia tanta coisa a ser vivida por aqui.

"A morte é um outro modo de presença, emergindo em quem fica, a necessidade de buscar uma nova abertura de sentido".(Heidegger)

Saudades meu tio, que orgulhosamente aceitou o convite para ser padrinho de batismo da minha filha Louise. Obrigada por tudo. Só tenho a te agradecer.

Vai com Deus ... vai tranqüilo...

quarta-feira, 3 de junho de 2009

O mundo feminino em 2031..........

Conversa entre pai e filho, por volta do ano de 2031, sobre como as mulheres dominaram o mundo.

- Foi assim que tudo aconteceu, meu filho...

Elas planejaram o negócio discretamente, para que não notássemos.

Primeiro elas pediram igualdade entre os sexos.

Os homens, bobos, nem deram muita bola para isso na ocasião. Parecia brincadeira. Pouco a pouco, elas conquistaram cargos estratégicos: Diretoras de Orçamento, Empresárias, Chefes de Gabinete, Gerentes disso ou daquilo.

- E aí, papai?

- Ah, os homens foram muito ingênuos.

Enquanto elas conversavam ao telefone durante horas a fio, eles pensavam que o assunto fosse telenovela..

Triste engano. De fato, era a rebelião se expandindo nos inocentes intervalos comerciais.

"Oi querida!", por exemplo, era a senha que identificava as líderes.

"Celulite", eram as células que formavam a organização.

Quando queriam se referir aos maridos, diziam "O regime".

- E vocês? Não perceberam nada?

- Ficávamos jogando futebol no clube, despreocupados.

E o que é pior: continuávamos a ajudá-las quando pediam. Carregar malas no aeroporto, consertar torneiras, abrir potes de azeitona, ceder a vez nos naufrágios. Essas coisas de homem.

- Aí, veio o golpe mundial ?!?

- Sim o golpe. O estopim foi o episódio Hillary-Mônica. Uma farsa. Tudo armado para desmoralizar o homem mais poderoso do mundo. Pegaram-no pelo ponto fraco, coitado. Já lhe contei, né? A esposa e a amante, que na TV posavam de rivais eram, no fundo, cúmplices de uma trama diabólica. Pobre Presidente...

- Como era mesmo o nome dele?

- William, acho. Tinha um apelido, mas esqueci... Desculpe, filho, já faz tanto tempo...

- Tudo bem, papai. Não tem importância. Continue...

- Naquela manhã a Casa Branca apareceu pintada de cor-de-rosa. Era o sinal que as mulheres do mundo inteiro aguardavam. A rebelião tinha sido vitoriosa! Então elas assumiram o poder em todo o planeta. Aquela torre do relógio em Londres chamava-se Big-Ben, e não Big-Betty, como agora...

Só os homens disputavam a Copa do Mundo, sabia? Dia de desfile de moda não era feriado. Essa Secretária Geral da ONU era uma simples cantora. Depois trocou o nome, de Madonna para Mandona...

- Pai, conta mais.
..
- Bem filho... O resto você já sabe. Instituíram o Robô "Troca-Pneu" como equipamento obrigatório de todos os carros...

A Lei do Já-Prá-Casa, proibindo os homens de tomar cerveja depois do trabalho... E, é claro, a famigerada semana da TPM, uma vez por mês...

- TPM ???

- Sim, TPM... A Temporada Provável de Mísseis... É quando elas ficam irritadíssimas e o mundo corre perigo de confronto nuclear...

- Sinto um frio na barriga só de pensar, pai...

- Sssshhh! Escutei barulho de carro chegando. Disfarça e continua picando essas batatas...

(Luiz Fernando Veríssimo)

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Vossa magestade, o Rei Roberto Carlos...

O eterno eleito - por Fernando Henrique Cardoso.

Falar com o povo e ser ouvido por ele, amar o povo e ser amado por ele, pensar o povo e senti-lo são coisas completamente diferentes. E dificílimo de conciliar.

Roberto Carlos consegue isso. Por isso não é presidente. É Rei. Só que é um Rei eleito pelo povo. E reeleito nos últimos 50 anos.
Ele fala de A a Zeca Pagodinho. É suprapartidário. Ele é a esperança e o real.

Apesar das divergências ideológicas e de estilo, tenho certeza que o respeito e a admiração por Roberto Carlos são algo que o presidente Lula, Sarney, Itamar e eu, nossos antecessores e sucessores, temos em comum. Porque ele é o povo brasileiro, e quem recebe democraticamente um mandato deste povo não pode desconsiderar Roberto Carlos.

O Plano Real derrotou a inflação e fez com que a cesta básica não subisse a cada dia. O Bolsa-Família alivia a pobreza. Mas o povo não vive só da cesta básica. Roberto Carlos dá a cada Natal ao povo brasileiro o sonho, o conforto, a compaixão, a autoestima, o alento, o real e o imaginário que tantos gostaríamos de dar.

Em 2010, o Brasil vai escolher um novo presidente. Mas, em dezembro de 2010, o Rei será o mesmo – Roberto Carlos. Essa é a prova viva de que a democracia é o melhor sistema. O povo sabe escolher. E o povo escolheu Roberto Carlos.

Ser compreendido pela elite, ser amado pelo povo. Fazer bem a este povo, e ainda ser amado por ele. Que tarefa mais dura. Mas ele consegue.

E o que é mais admirável: sem fazer concessões, sem negociar um milímetro. Que admirável ser popular sem precisar ser populista.

A política, a ideologia, a reza e a emoção nos dividem.

Roberto Carlos nos une. Por isso, ele é como um Rei que expressa a unidade de nossos sentimentos nacionais.

Solto na cidade...


Federico e Anne!

Adorei a atenção de vocês ao convidar-me para participar da coluna Vips, no jornal Solto na cidade.....que chique!!!

Também quero parabenizá-los por este projeto profissional de grande qualidade que é o Solto, que está se consolidando como algo que veio para ficar. Por favor,"não soltem o solto"....rsss...olha a carinha dele como é linda!

Para quem não conhece, o solto na cidade é um jornal de modelo europeu, que disponibiliza informações sobre todos os eventos que acontecem no Rio Grande do Norte, assim como matérias relacionadas aos momentos culturais através de entrevistas, dicas e roteiros de lugares interessantes para refeições e petiscos, programações de cinemas, teatros, shows, etc, priorizando e divulgando a diversidade cultural da cidade. O mesmo apresenta-se em site http://www.soltonacidade.com.br/ e em jornal impresso, caracterizados pelo charme e fácil leitura.

Federico e Anne fazem parte da Diretoria do Jornal, sendo a Anne também responsável pela parte da redação, edição e comercialização do Jornal.
Muito sucesso para este casal empreendedor.

My Journey

Trata-se de um blog pessoal, onde sinto-me à vontade para falar sobre my way and my journey.

Amigos que Acompanho

Acompanham-me..!!

Quem Sou

A minha foto

Eu pensei que me conhecia, mas eu me imaginava. Eu pensei que existiam somente duas Marys dentro de mim. Uma que eu a controlava, outra que me controlava. No entanto, comecei a tirar os véus da imaginação e me dei conta que existem muitas mulheres dentre deste corpo pequeno e frágil. Por isto, ele era tão complexo e vulnerável.A partir daí, comecei a compreender a fala da minha incompreensão, tentando ser menos severa comigo, para ser mais amável e tolerante para aceitar que sou o que sou, sem nenhum compromisso em querer ser politicamente correta para agradar aos outros. Isto me acalma e me faz ver-me diferente. Sou mulher, mãe, profissional, deusa, amante, cidadão do mundo, vivendo intensamente meu universo feminino. Isto é o que chamo de entrega de mim à mim, mesma. Sou seguidora incondicional de Jesus Cristo.

Bem....

Bem....

Obrigada pela visita e volte sempre!

Obrigada pela visita e volte sempre!