domingo, 10 de maio de 2009

Dia das mães....


Hoje estamos comemorando o dia das mães.

Coincidentemente, esta semana peguei uma pasta na qual guardo todas as homenagens com dedicatórias carinhosas que meus filhos fizeram desde pequenos. Comecei a ler uma por uma. As de Níchollas eram frases curtas, mas de grande carga emocional e sempre acompanhadas por desenhos e gravuras, revelando o seu jeito criativo, imediatista e intenso. As de Louise eram dedicatórias mais longas, que me davam uma impressão da quantidade de horas que ela esteve detida na escolha das idéias e das palavras para expressar de uma maneira tão bonita e carinhosa suas manifestações de afeto, revelando sua maneira de ser silenciosa, profunda e discreta.

Observei que a maioria das dedicatórias foram elaboradas por ocasião do dias das mães. Fiquei me questionando: - se não fosse o dia das mães, eles teriam feito estas dedicatórias?...talvez não ou talvez sim, pelos estímulos que sempre os dei para manifestarem seus sentimentos. Talvez, não da forma que fizeram.
Mas de todo, as datas comorativas não são ruins, em minha opinião. Às vezes me pego falando ou ouvindo comentários críticos à respeito de datas comemorativas dos dias das mães, dos pais, Natal, páscoa , entre outros. Dizemos frases de efeito tipo, o dia das mães são todos os dias. Tudo bem, são todos os dias. Mas, isto significa que todos os dias sentamos à frente da nossa mãe e reconhecemos sua importância para nós? Claro que não. O olhar viciado do dia a dia, só muda quando paramos e trazemos aquilo que era pano de fundo para figura. É o que fazemos nas datas especiais, onde exaltamos a importância de algo ou alguém, que no dia a dia, não são sobressaltados.

Mas, independente das datas comemorativas, dou uma sugestão para quem tem no seu convívio pessoas importantes, que não merecem serem lembradas somente em datas definidas no calendário público.

1.Sempre fiquem atentos, porque elas não durarão para sempre, assim como você.
2.Reservem um dia na semana para tomarem café, almoçarem ou jantarem em algum lugar diferente, ou até mesmo no aconchego da sua casa. Este dia terá que ser sagrado no seu calendário pessoal.
3.O ato de presentear, possui um sentido de reconhecimento, sentimento e presença do outro. E o presente transcede o material. Um telefonema numa hora difícil, pode ser o melhor presente que alguém possa receber.
E por fim, agradeço à Deus, por ter me concedido várias graças, entre elas , a de ter tido uma mãe guerreira, pra frente e dedicada como a minha, que sempre esteve comigo nas horas de felicidade e de tristeza, e outra, de ser mãe da Louise e do Níchollas, que por eles eu saio e retorno todos os dias.

Beijos a todas as mães do mundo e que Deus abençoe as mães maravilhosas que já se foram.

5 comentários:

  1. Oi Mary, muito emocionante a tua postagem, tua filha é muito bonita e vi o teu filho nas postagens mais antigas também é muito bonito pra falar a verdade tu parece mais irmã do que mães deles.

    Feliz Dia Das Mães e que Deus te abençoe sempre.


    Bjs

    Luciana

    ResponderEliminar
  2. Oi Mary,

    Obrigada pelo comentário no Blog, pode sim pegar a imagem e a frase e sempre que tu quiser algo do meu Blog é só pegar, pois fiz os Blogs para as pessoas gostarem das frases e das imagens mesmo.

    Fico feliz que tu tenha pego algumas dicas de filmes espero que tu goste dos filmes.

    Bjs e uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  3. Aloha Mary!!! Agradeço sua visita ao Carpe Diem. Dei o start hoje!!!
    http://carpediem-hod.blogspot.com/

    Costumo dizer que meu patrimônio genético são os nossos filhos!!! Lindo seu texto!!! Voltarei para conhecer seu estilo de olhar o mundo!!!

    Feliz Dias das Mães!!!

    Aloha!! Hod

    ResponderEliminar
  4. Mãe,
    indepentemente de uma data específica (dia das mães), todos os meus dias são especiais pois tu está comigo!
    Te amo muito!

    Louise

    ResponderEliminar

My Journey

Trata-se de um blog pessoal, onde sinto-me à vontade para falar sobre my way and my journey.

Amigos que Acompanho

Acompanham-me..!!

Quem Sou

A minha foto

Eu pensei que me conhecia, mas eu me imaginava. Eu pensei que existiam somente duas Marys dentro de mim. Uma que eu a controlava, outra que me controlava. No entanto, comecei a tirar os véus da imaginação e me dei conta que existem muitas mulheres dentre deste corpo pequeno e frágil. Por isto, ele era tão complexo e vulnerável.A partir daí, comecei a compreender a fala da minha incompreensão, tentando ser menos severa comigo, para ser mais amável e tolerante para aceitar que sou o que sou, sem nenhum compromisso em querer ser politicamente correta para agradar aos outros. Isto me acalma e me faz ver-me diferente. Sou mulher, mãe, profissional, deusa, amante, cidadão do mundo, vivendo intensamente meu universo feminino. Isto é o que chamo de entrega de mim à mim, mesma. Sou seguidora incondicional de Jesus Cristo.

Bem....

Bem....

Obrigada pela visita e volte sempre!

Obrigada pela visita e volte sempre!