domingo, 17 de maio de 2009

O Conde de Monte Cristo

Cena e Diálogo do Filme: O Conde De Monte Cristo, postado pela Luciana, no Blog My Word.

Muito showwwwwwwww este filme! Para quem gosta de encontros e desencontros é uma boa dica.

-O que quer de mim?
-Quero ficar livre de você do jeito que você já está livre de mim, só umas respostas e eu desaparecerei para sempre.
-Então pergunte?
-Onde você esteve?
- Eu estive 13 anos no Castelo Chateau D 'If e onde você nem pode imaginar.
- No Castelo Chateau D'If por 13 anos, você sofreu?
- Você já terminou eu tenho muito o que pensar.
- O que aconteceu depois?
- Muito.
- Por quê não voltou para mim?
- Por quê não me esperou?
- Por quê casou-se com o homem que me traiu?
- Eu lhe disse aquela noite nas pedras, lembra-se que isso nunca sairia do meu dedo e nunca saiu.
- Por quê?
-Você sabe por quê?
- Se você já me amou, não, não roube o meu ódio é só o que tenho.
- Deixe-o Edmund, deixe-o, mas Deus nos ofereceu novo começo não rejeite a sua oferta.
- Deus, nunca me livro dele.
- Não , Deus está em tudo até num beijo

3 comentários:

  1. Ficou muito legal a postagem do filme, obrigada pelo carinho.

    Bjs e um excelente domingo.

    ResponderEliminar
  2. Oi Mary!! Sempre é bom rever clássicos como este!!
    Também gostei da postagem do filme!!

    Hod

    ResponderEliminar
  3. Obrigada lindinhos do meu coração.
    Bjs pra vocês.

    ResponderEliminar

My Journey

Trata-se de um blog pessoal, onde sinto-me à vontade para falar sobre my way and my journey.

Amigos que Acompanho

Acompanham-me..!!

Quem Sou

A minha foto

Eu pensei que me conhecia, mas eu me imaginava. Eu pensei que existiam somente duas Marys dentro de mim. Uma que eu a controlava, outra que me controlava. No entanto, comecei a tirar os véus da imaginação e me dei conta que existem muitas mulheres dentre deste corpo pequeno e frágil. Por isto, ele era tão complexo e vulnerável.A partir daí, comecei a compreender a fala da minha incompreensão, tentando ser menos severa comigo, para ser mais amável e tolerante para aceitar que sou o que sou, sem nenhum compromisso em querer ser politicamente correta para agradar aos outros. Isto me acalma e me faz ver-me diferente. Sou mulher, mãe, profissional, deusa, amante, cidadão do mundo, vivendo intensamente meu universo feminino. Isto é o que chamo de entrega de mim à mim, mesma. Sou seguidora incondicional de Jesus Cristo.

Bem....

Bem....

Obrigada pela visita e volte sempre!

Obrigada pela visita e volte sempre!