segunda-feira, 18 de maio de 2009

Frase da semana

DO SENADOR PEDRO SIMON

"Sou obrigado a reconhecer que, com toda a corrupção que teve de um tempo para cá, o que encontramos no governo Collor deveríamos ter enviado para o juizado
de pequenas causas".

__._,_.___

3 comentários:

  1. Ola Mary!!! Li essa declaração do Senador algumas semanas atrás. Infelizmente faz algum sentido.
    Sempre me interessei em saber como a corrupção chegou em nosso país! Partindo da premissa de que os povos índigenas não praticavam a corrupção!!
    Encontrei respaldo no livro "A Coroa, A Cruz e a Espada" de Eduardo Bueno (Peninha). O me levou a outra pesquisa sobre a formação dos Povos da Península Ibérica, portanto anterior a formação de Portugal e Espanha.

    Sabemos que tanto o governo Collor como seus sucessores e antecessores também cometeram faltas graves.
    O que me espanta é que os mesmos que indignaram-se (Caras Pintadas) com o governo Collor, agora se calam!!!!
    Penso que a indignação ainda é a maior arma que um povo possui.

    Também te agradeço pela visita ao Olhar de Carpé Diem e seus maravilhosos comentários...
    Aloha Hod

    ResponderEliminar
  2. Halley...muito bom seu comentário....onde estão nossos caras pintadas?...é o que o Senett questina e tenta explicar no post anterior, lembra?
    Bjs e obrigada pelos seus comentários atenciosos e inteligentes.

    ResponderEliminar
  3. Mary...É!! Senett coloca com propriedade a questão da indignação nacional!! Gostei muito da postagem!!!

    Também respondi aos seus comentários que deixou no Olhar de Carpe Diem..Legal aquela observação sobre a a origem do vídeo, seria lhe pedir muito se informasse o publicitário e agência que produziu o vídeo???
    Reestabeleu tua saúde???

    Forte abraço!! Boa semana!!

    Hod

    ResponderEliminar

My Journey

Trata-se de um blog pessoal, onde sinto-me à vontade para falar sobre my way and my journey.

Amigos que Acompanho

Acompanham-me..!!

Quem Sou

A minha foto

Eu pensei que me conhecia, mas eu me imaginava. Eu pensei que existiam somente duas Marys dentro de mim. Uma que eu a controlava, outra que me controlava. No entanto, comecei a tirar os véus da imaginação e me dei conta que existem muitas mulheres dentre deste corpo pequeno e frágil. Por isto, ele era tão complexo e vulnerável.A partir daí, comecei a compreender a fala da minha incompreensão, tentando ser menos severa comigo, para ser mais amável e tolerante para aceitar que sou o que sou, sem nenhum compromisso em querer ser politicamente correta para agradar aos outros. Isto me acalma e me faz ver-me diferente. Sou mulher, mãe, profissional, deusa, amante, cidadão do mundo, vivendo intensamente meu universo feminino. Isto é o que chamo de entrega de mim à mim, mesma. Sou seguidora incondicional de Jesus Cristo.

Bem....

Bem....

Obrigada pela visita e volte sempre!

Obrigada pela visita e volte sempre!